Preso em minha pele são os meus ossos
Eu sou um prisioneiro em minha própria terra
Eu não estou morto
Sem lâmina é afiada o suficiente para me libertar
No grito é alto o suficiente para me ouvir

A morte de meus pés me deixou paralisado
Down eu sentar com nada para comer
Eu choro. Eu choro e ninguém pode realmente me ouvir
Minhas lágrimas caindo manchar o material de seda da minha cama
Ninguém realmente se importa

Meus pais estão trabalhando tão duro com nenhuma fortuna para mostrar
Somente cicatrizes de dor e tristeza
Soluçando, esperando e desejando
Desejando que tudo chegou ao fim

Estou oprimidos pelo passado horripilante
Estou contrariada pela presente confuso
Estou com medo do futuro incerto

Todos os dias eu tentar ser feliz
Joy me abandonou enquanto eu lentamente perdeu a esperança
O ódio pela vida aumentou
O ódio que seqüestrou o restante das minhas esperanças
Eu sou um escravo Africano

PK Logolong